in

Funcionário no Continente dá outra perspectiva sobre a corrida aos Hipermercados

Luís Carvalho é um jovem de apenas 20 anos que trabalha no Hipermercado continente e que partilhou uma mensagem poderosa sobre a corrida que se tem vindo a ver aos hipermercados.

Ver esta publicação no Instagram

Ao contrário de tantas outras gente, prefiro colocar fotos das prateleiras cheias e arrumadas. Sabem porque? Porque é tão mais fácil mostrar o que as pessoas querem ver, prateleiras vazias, supermercados vazios, talhos vazios, peixarias vazias quando a única coisa vazia que existe é apenas e só o vosso cérebro! Sou colaborador de um dos maiores supermercados de Portugal, e por causa das pessoas que têm o cérebro tão vazio, das pessoas ignorantes hoje cheguei a casa as 4:30 da manhã sendo que o meu horário seria sair às 22:15, para que amanhã os mesmo clientes que hoje foram as esta superfície possam ir buscar mais um carrinho cheio com medo que o mundo acabe. Não me incomoda fazer 15 horas de trabalho, não me incomoda dormir 6 horas para amanhã estar de pé para mais um dia de trabalho, nada disso incomoda-me, mas incomoda-me profundamente a falta de respeito que tanta gente têm por estas pessoas que são iguais as outras mas que trabalham num supermercado, que tantas vezes têm que levar com os clientes porque estão cansados, porque não lhes correu bem o dia ou simplesmente só porque acordaram mal dispostos. E isso sim irrita-me porque hoje eu e meia dúzia de colegas fizemos só mais “6 horas” para que amanhã não falte nada as pessoas e fazemos isso mesmo sabendo que amanhã haverá tanta gente a reclamar ou porque o preço não está correto, ou porque está filas muito grandes, ou porque estamos a estorvar, ou porque não temos o artigo que eles preferem, mas mesmo assim fazemos… Entendo que estejamos todos preocupados porque não sabemos o que nos espera, mas se há algo que podemos sempre fazer é respeitar o próximo é o mínimo! E amanhã quando forem fazer as vossas compras lembrem se que qualquer colaborador que encontrarem preferia estar em casa com as famílias, mas que estamos ali para ajudar outras famílias que não são as nossas… Desculpem o desabafo ✌🏻 ps: podem ir as compras amanhã que ainda não acabaram as coisas!

Uma publicação partilhada por Luis Carvalho (@__luiscarvalho__) a

Ao contrário de tantas outras gente, prefiro colocar fotos das prateleiras cheias e arrumadas. Sabem porque? Porque é tão mais fácil mostrar o que as pessoas querem ver, prateleiras vazias, supermercados vazios, talhos vazios, peixarias vazias quando a única coisa vazia que existe é apenas e só o vosso cérebro!

Sou colaborador de um dos maiores supermercados de Portugal, e por causa das pessoas que têm o cérebro tão vazio, das pessoas ignorantes hoje cheguei a casa as 4:30 da manhã sendo que o meu horário seria sair às 22:15, para que amanhã os mesmo clientes que hoje foram as esta superfície possam ir buscar mais um carrinho cheio com medo que o mundo acabe.

Não me incomoda fazer 15 horas de trabalho, não me incomoda dormir 6 horas para amanhã estar de pé para mais um dia de trabalho, nada disso incomoda-me, mas incomoda-me profundamente a falta de respeito que tanta gente têm por estas pessoas que são iguais as outras mas que trabalham num supermercado, que tantas vezes têm que levar com os clientes porque estão cansados, porque não lhes correu bem o dia ou simplesmente só porque acordaram mal dispostos.

E isso sim irrita-me porque hoje eu e meia dúzia de colegas fizemos só mais “6 horas” para que amanhã não falte nada as pessoas e fazemos isso mesmo sabendo que amanhã haverá tanta gente a reclamar ou porque o preço não está correto, ou porque está filas muito grandes, ou porque estamos a estorvar, ou porque não temos o artigo que eles preferem, mas mesmo assim fazemos…

Entendo que estejamos todos preocupados porque não sabemos o que nos espera, mas se há algo que podemos sempre fazer é respeitar o próximo é o mínimo!

E amanhã quando forem fazer as vossas compras lembrem se que qualquer colaborador que encontrarem preferia estar em casa com as famílias, mas que estamos ali para ajudar outras famílias que não são as nossas… Desculpem o desabafo ✌🏻

ps: podem ir as compras amanhã que ainda não acabaram as coisas!

16 Comments

Leave a Reply
  1. Luís Carvalho parabéns pelo esforço e pela dedicação!
    Também já trabalhei numa grande superfície e sei do que fala.

    Muito Obrigado pelas suas horas extras!

  2. E papel higiénico há? Sinceramente somos tão pequeninos, infelizmente é nestas situações que vemos o que “somos” e chego á conclusão que nada somos! Sociedade retrogada que só reclama e sabe opinar mas agir com sabedoria, com inteligência daquilo que realmente importa isso de facto não é para todos. Obrigada pela tua dedicação e de tantos outros, desejo força e coragem para o que enfrentam todos os dias e espero que as essas pessoas tenham respeito pelas outras mesmas pessoas… somos todos iguais, somos todos humanos, Somos TODOS de carne e osso. Bem haja e que tudo passe rapidamente para todos nós

  3. Já agora fale com o seu patrão. e essas horas extras que lhe pague a 300% . Que foi o que eles aomentaram em vários produtos… Esses são ricos mas pobres de espírito…

  4. Tenho realmente pensado em vcs, diariamente,pk para além dos profissionais de saúde,vcs são mais um ex. do q é estar sp pronto para ajudar o outro,e não têem QQ filtro,ou prevenções pra está loucura q está a acontecer,e ainda nos atendem com um sorriso.
    Fico sinceramente sensibilizada e emocionada com tal msg,feito tão inteligentemente p um jovem tão novo.
    Parabéns q fiques bem e toda a tua família.
    E certamente qd TD passar serás gratificado p TD o estás a fazer p nós,e s não acontecer,lembra-te q alguém deste lado reconhece o vosso esforço c tristeza,e alegria,q primeira p achar q alguém q tinha um mundo sem fronteiras pra aproveitar,estar limitado cm TDS agora,e p outro lado,p perceber q os jovens d hj ainda têem carácter e bom coração.
    MTA saúde ❤️

  5. Gostava imenso que as pessoas também se lembrassem que o covid-19 também poderá ser transmitido aos logistas e que nós também temos filhos, país e avós em casa a nossa espera, que também sofremos de doenças crônicas e que esta doença pode se tornar muito grave para nós como para qualquer pessoa que atendemos. Se isso não importa a muita gente e já ouvi comentários como “paciência” lembrem se que a doença se transmite no período de incubação e que qualquer operador pode no exercício das suas funções estar a transmitir o vírus aos vossos filhos, país e avós sem que se apercebam. Por isso mantenham a distância, protejam quando tossem e espirram e tenham mais respeito por quem todos os dias trabalha para que vocês tenham comida na mesa. Se uma grande quantidade de operadores ficar doente terão de esperar ainda mais, mais preços estarão errados e mais prateleiras estarão vazias.

  6. Bom desabafo! Com todo o meu respeito e consideração é preciso dizer a verdade para abanar consciências. Somos todos seres humanos…pena é que não somos todos iguais. E o respeito é o elo que nos deveria unir sempre!

  7. Não podia estar mais certo. Aquilo a que se tem assistido faz-me perceber que já como “ser civilizados’ que pretendemos ser temos comportamentos que vão além do instinto mais primitivo e mesmo selvagem porque até na Selva existe solidariedade.

  8. Não podia estar mais certo. Aquilo a que se tem assistido faz-me perceber que já como “ser civilizados’ que pretendemos ser temos comportamentos que vão além do instinto mais primitivo e mesmo selvagem porque até na Selva existe solidariedade.

  9. Obrigado, Luís. principalmente pelo desabafo, porque se existissem mais pessoas a fazer este tipo de comentários poderia ser que houvesse alguma vergonha e não tivessem este e outro tipo de comportamentos, vergonhosos. Numa situação destas temos é de colaborar todos juntos, porque assim não vamos a lado nenhum.

  10. Muito obrigada a todos. Eu não fui fazer qq compra porque já tinha feito como habitualmente. Fico louca porque não concordando nunca com o açambarcamento não percebi ainda está doideira do papel higiénico. Juro. Porquê papel higiénico? UMA VEZ mais como cidadã agradeço o vosso sacrifício e espero que os responsáveis saibam reconhecer esse vosso trabalho. Obrigada

  11. Ainda és novo nisso. Pensas que é um mar de rosas. Eles quando te começarem a exigir e a por sobre pressão….. Eles fazem o que querem convosco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Deputado do PSD apela aos portugueses “cancelem tudo e fiquem em casa”

Português reúne centenas de especialistas para criar novos ventiladores para tratar o coronavírus