in ,

Marega abandona jogo do FC Porto por insultos racistas (Ventura diz que a culpa é da Joacine)

Moussa Marega, jogador do FC Porto, abandonou, neste domingo, o jogo da I Liga frente ao V. Guimarães. O jogador maliano ouviu sons racistas vindos das bancadas do Estádio D. Afonso Henriques — imitações de macacos, segundo a imprensa no local — e, após alguns minutos de confusão no relvado, decidiu abandonar o terreno de jogo.

O FC Porto venceu este domingo, por 1-2, no duro teste de Guimarães, mas o encontro ficou marcado por um incidente que já foi reprovado por partidos e diferentes agentes do futebol.

O treinador do FC Porto mostrou-se indignado e classificou o episódio como “lamentável”. Incidente passou-se no V. Guimarães-FC Porto, que terminou com a vitória dos “dragões”. Bloco de Esquerda, Livre e clubes repudiam racismo; Governo diz que responsáveis serão punidos.

Entretanto, André Ventura utilizou a rede social Facebook para se dirigir ao acontecido esta noite em Guimarães.

“País de hipocrisia em que tudo é racismo e tudo merece imediatamente uma chuva de lamentos e de análises histórico – megalómanas”, escreveu o deputado e comentador de futebol em espaços televisivos, associado ao Benfica.

Para André Ventura, o “nosso problema não é o racismo”, mas a “hipocrisia”.

“É o síndrome Joacine que começa a invadir as mentalidades”, argumenta ainda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Mãe fica em choque ao encontrar ferro dentro de hambúrguer do McDonald’s

Condutora bêbada voa sobre rotunda num BMW M4 a 110 KM/H