in

#Hitlerilas Ricardo Araújo Pereira goza com André Ventura

Dado que o líder do Chega tem estado envolvido em várias polémicas nos últimos dias, Ricardo Araújo Pereira decidiu meter-se com ele no programa ‘Isto É Gozar Com Quem Trabalha’ deste domingo, na SIC.

Para isso, foi mostrada uma imagem na qual André Ventura surge vestido à nazi e com uma pose associada, geralmente, aos cidadãos de orientação homossexual. A hashtag utilizada foi “Hitlerilas“, uma mistura entre as palavras “Hitler” e “larilas“.

Para suportar a sua própria piada, o humorista da SIC mostrou uma reportagem feita pela CMTV e na qual o deputado surge a segurar a sua coelhinha de estimação, a Acácia, com todo o jeitinho.

Ver esta publicação no Instagram

Uma publicação partilhada por Isto é gozar com quem trabalha (@istoegozarcomquemtrabalha_sic) a

André Ventura já respondeu a RAP

One Comment

Leave a Reply
  1. Afinal para quem fala mal dos outros e insinua que o Agir é “efeminado”, até que parece ter atitudes e comportamentos que poderiam ser vistos como ‘suspeitos’ também. Será que por trás de uma aparente homofobia do deputado André Ventura não estará uma sexualidade má resolvida nele próprio? Até porque a Ciência já comprovou que muitos homofóbicos são na realidade gays que reprimem os seus impulsos sexuais por pessoas do mesmo sexo.
    E quanto ao racismo e a xenofobia, tão bem nítidas nos discursos dele, é caso para dizer que, em pleno século 21, é lamentável e vergonhoso ainda haver gente tão retrógrada e preconceituosa, quer em Portugal, quer no resto do mundo.
    Em sociedades como as nossas não faz o menor sentido, após séculos de lutas por direitos e liberdades, haver pessoas que sem vergonha na cara, pessoas que até aparecem na TV, e acabam proferindo certos disparates e cuspindo tanto ódio e preconceito, como se observou recentemente com esse deputado e com outros políticos: Bolsonaro, Trump, Putin, etc.
    Pessoas como vocês serão mal vistos no futuro e sereis arrancados das páginas do Livro da História Humana, isto porque a Humanidade já está fartíssima de tanto preconceito, ódio, discriminação, perseguição, violência, ameaças e sofrimento. Não podemos tolerar esse tipo de discursos e muito menos o conteúdo dos mesmos. Não podemos permitir que continue a existir no mundo machismo, misoginia, sexismo, homofobia, transfobia, racismo/etnofobia, xenofobia, preconceito e discriminação para com pessoas com deficiências, para com as crenças religiosas ou para quem é ateu ou agnóstico, ou para com quem é gordo, etc…
    Vamos dizer «Basta!» (e não «chega!» porque isso é nome de um partido que claramente se posiciona no lado errado da História) à todo o preconceito, discriminação, marginalização, violência. Somos todos diferentes mas ao mesmo tempo todos iguais, porque somos humanos, e como espécie temos que estar unidos, pois só assim seremos livres e felizes. Como disse (e muito bem) a Carolina Deslandes não se deixem iludir com pessoas (políticos e outros) que prometem soluções milagrosas para determinados males sociais, pois essas supostas soluções em vez de resolverem o que quer que seja, irão criar mais problemas e mais sofrimento. Iremos sempre vigiar por nossos direitos e liberdades e lutar pacificamente por eles para mantermo-nos unidos na Paz, na Justiça e na Liberdade. Que ninguém vos iluda!
    Não podemos perder o foco; está em causa a nossa existência como espécie. Não se esqueçam disso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Fiel amigo espera pelo dono que se atirou de uma ponte em Wuhan

Funcionário de supermercado tem o pior dia de trabalho de sempre a arrumar carrinhos de compras