in

Processou os pais por ter nascido sem autorização

Na verdade não sei como é que isto é notícia, mas a verdade é que todos os jornais em Portugal estão a dar a conhecer esta história insólita… e estúpida.

Um indiano decidiu processar judicialmente os pais por o terem concebido sem autorização. Ou seja, está a processar os pais por ele ter nascido. Tipo, ele não pediu nada.

Raphael Samuel, de 27 anos, acredita que é errado ter filhos e que os pais não têm o direito de fazer nascer alguém, pelo simples prazer.

Samuel assegura que mantém uma boa relação com a família, mas decidiu processá-los porque os considera “hipócritas por o terem submetido às dificuldades da vida pelo seu prazer”.

“Um bom pai e uma boa mãe colocam o filho à frente dos seus desejos e necessidades pessoais. Mas a criança em si é um desejo dos pais”, alega Samuel.

Segundo o antinatalista, a procriação é um sistema tão agressivo como a escravidão e o sequestro. “Quero que todos os meninos e meninas da Índia saibam que não devem nada aos pais”, atirou.

Rita Pereira debate sobre as Redes Sociais com Miguel Sousa Tavares

Milionário constrói o maior navio do mundo para retirar plástico do oceano

Milionário constrói o maior navio do mundo para retirar plástico do oceano