in ,

Ativista vegana entra em restaurante e acusa clientes de abusarem de animais

Num restaurante especializado na confecção de peixe em Perth, na Austrália, um grupo de ativistas liderado por uma ativista vegana decidiu agir para evitar o que chamam de “holocausto de peixes”.

A ativista, conhecida por realizar acrobacias publicitárias virais, apareceu acompanhada por um grupo de ativistas com placas a dizer: “Peixes sentem dor, assim como nós”.

“Neste momento, existem biliões de peixes, golfinhos, baleias e outros animais marinhos a serem arrancados do oceano, em enormes redes de arrastão e estão a sufocar até a morte”, gritou a ativista vegana, dizendo que este é “o maior holocausto da história”.

Desde o lançamento na Netflix do documentário Seaspiracy que aumentaram os protestos e o número de pessoas que prometeram deixar de comer peixe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Mulher não sabia que estava grávida e dá à luz durante voo para o Hawai

Ricardo Araújo Pereira analisa a audição parlamentar de Bernardo Moniz da Maia