in ,

Ativista vegana entra em restaurante e acusa clientes de abusarem de animais

PUB

Num restaurante especializado na confecção de peixe em Perth, na Austrália, um grupo de ativistas liderado por uma ativista vegana decidiu agir para evitar o que chamam de “holocausto de peixes”.

A ativista, conhecida por realizar acrobacias publicitárias virais, apareceu acompanhada por um grupo de ativistas com placas a dizer: “Peixes sentem dor, assim como nós”.

“Neste momento, existem biliões de peixes, golfinhos, baleias e outros animais marinhos a serem arrancados do oceano, em enormes redes de arrastão e estão a sufocar até a morte”, gritou a ativista vegana, dizendo que este é “o maior holocausto da história”.

Desde o lançamento na Netflix do documentário Seaspiracy que aumentaram os protestos e o número de pessoas que prometeram deixar de comer peixe.

PUB

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Mulher não sabia que estava grávida e dá à luz durante voo para o Hawai

Ricardo Araújo Pereira analisa a audição parlamentar de Bernardo Moniz da Maia