in

Criança chora e pede de joelhos para o seu ídolo para não deixar o clube

Juanmi Callejón realizou no passado fim-de-semana o último jogo ao serviço do Bolívar. O extremo de 32 anos – irmão de José Callejón do Nápoles – prepara-se para deixar a Bolívia e regressar ao futebol europeu.

Nas três temporadas que passou no emblema de La Paz, Callejón tornou-se um verdadeiro ídolo do clube ao marcar 58 golos em 94 partidas, ajudando à conquista de um campeonato.

Após o último jogo – um empate com o Royal Pari (2-2) em que marcou – o extremo foi surpreendido por um jovem adepto no túnel de acesso aos balneários. A criança agarrou-se às pernas de Callejón a implorar para que este não deixasse o clube. Uma situação que deixou o espanhol comovido, em lágrimas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Copiou o videoclipe da música “Here It Goes Again” dos OK Go durante 100 dias

O restaurante estava fechado, mas dezenas de pessoas fizeram fila do McDrive no dia de Natal