in ,

Piloto despista-se e quase atropela adeptos mal colocados a ver o rali

Os responsáveis pelo Rally de Portugal tem como principal preocupação a segurança de todos os envolvidos, sendo que apenas são permitidos adeptos nas denominadas “zonas espetáculo”, porém mesmo com todos os alertas existem adeptos que resolvem assistir ao evento em locais proibidos.

Num desses casos um despiste quase terminava mal para um grupo com cerca de 10 pessoas que, além de não estarem numa zona permitida, ainda escolheram o exterior da curva para ver a prova.

Aconteceu no arranque do troço Fafe 2, quando o finlandês Teemu Suninen saiu em frente numa curva à esquerda e por sorte não atropelou o grupo de adeptos.

O Hyundai de Suninen, que liderava a competição entre os WRC2, embateu numa árvore e as pessoas conseguiram escapar.

Este foi um caso isolado. “Uma árvore não faz a floresta” e como é habitual o comportamento dos adeptos portugueses foi excelente durante toda a prova. Felizmente o eucalipto foi o único ferido.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.