in

Quando Kurt Cobain parou o concerto para impedir uma agressão sexual a uma mulher

Kurt Cobain, o eterno vocalista dos Nirvana, num concerto em Oakland na véspera de Ano Novo em 1993, viu-se obrigado a parar e a confrontar um fã masculino na multidão por supostamente estar a apalpar uma mulher na primeira fila.

No vídeo é possível ver Kurt Cobain incomodado e a olhar fixamente para o público, até que pára de interpretar “Jesus Doesn’t Want Me for a Sunbeam” e corre para a plateia para confrontar o agressor.

Depois de alertar a segurança e apontar para a porta, Cobain voltou para o microfone para ridicularizar o agressor com a ajuda dos restantes elementos da banda.

Este é mais um momento importante, já que nos oferece mais uma visão sobre a mentalidade de Cobain, que lutou implacavelmente por aquilo em que acreditava.

Relembramos que na passada sexta feira, num concerto de Travis Scott, o rapper ignorou o pedido dos fãs para que o espetáculo fosse interrompido por falta de condições. Oito pessoas morreram.

Este vídeo também compila os momentos em que os artistas, de alguma forma, salvam os seus fãs:


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *