in

Vacina desenvolvida em Oxford vai começar a ser testada esta quinta-feira no Reino Unido

O Reino Unido vai começar a testar em pacientes com Covid-19 uma vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford, anunciou o ministro da Saúde, Matt Hancock, na conferência de imprensa desta terça-feira do governo britânico. A equipa de Oxford vai iniciar a produção da vacina antes de concluir o ensaio clínico e acredita que este tem 80% de probabilidade de ser bem sucedido.

De acordo com o responsável governamental, o país vai dar aos cientistas “todos os recursos necessários para lhes dar a melhor hipótese de serem bem sucedidos”. Contudo, o político referiu que este ainda é um processo demorado. E, no cenário mais otimista, pode só começar a chegar ao público em setembro.

A vacina desenvolvida pela equipa da Universidade de Oxford, definida como ChAdOx1 nCoV-19, foi concebida a partir do vírus inofensivo de um chimpanzé, que foi geneticamente modificado para transportar parte do novo coronavírus.

“A vantagem de ser o primeiro país a desenvolver uma vacina é tão grande que estamos a investir tudo nisso”, disse ainda Hancock. Contudo, sendo incerto o resultado, deixou a mensagem: “Há uma coisa que podem fazer já, fiquem em casa”.”Os números continuam altos e não parece que vão mudar proximamente, estamos ainda numa situação de perigo”, disse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Batas feitas pela ZARA já estão a chegar aos hospitais

Casal viaja para casa de férias e ‘transporta’ coronavírus para o Algarve