in

A história do táxi português que está no museu da Mercedes-Benz em Estugarda

Repleto de muitos dos automóveis mais importantes da marca alemã (e de muitos acessórios que fizeram a história do automóvel ao longo das décadas), o Museu Mercedes-Benz, em Estugarda, conta também com uma ‘peça’ portuguesa – mais concretamente, um 200D de 1988 que serviu de táxi por largos anos e que percorreu quase dois milhões de quilómetros ao longo de 13 anos de ‘carreira’ no Porto.

O 200D W124 percorreu 1.9 milhões de quilómetros ao longo de 13 anos como táxi, no Porto, nas mãos de José Mota Pereira.

Neste vídeo ficarás a conhecer a história deste indestrutível Mercedes-Benz 200 D W124 de 1988, contada de forma emocionada pelo seu último proprietário, e como foi parar este lendário automóvel ao Museu Mercedes-Benz.

VÊ TAMBÉM: 2022 Mercedes Benz AMG Brabus GLE900

Para José Mota Pereira, recordar o W124 é como falar de um membro da própria família, tendo participado ao longo de vários anos na sua própria vida profissional e pessoal. Assume mesmo que chega a comover-se quando fala do antigo 200D.

O taxista de 77 anos, que conduziu o carro durante 13 anos pelas ruas do Porto, referiu ainda que foi o filho mais velho que o ajudou a tomar a decisão de vender o carro à Mercedes para ser exposto no museu da empresa.

O filho de José Mota Pereira apontou que não havia espaço suficiente na garagem para o guardar e que a melhor decisão seria ver o carro na Mercedes, pois “eles lá vão estimá-lo melhor” do que o pai em Portugal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.