in

Família do menino vítima de bullying que se queria matar recusa dinheiro

A família de Quaden Bayles, o menino que pediu para morrer depois de ser alvo de bullying na escola, recusou o dinheiro angariado para uma viagem à Disneylândia. O dinheiro da angariação de fundos criado pelo comediante Brad Williams será para instituições de caridade.

“Vamos enviar um rapaz maravilhoso para a Disneylândia“, foi o mote do comediante americano que também tem nanismo. Cerca de 20 mil pessoas juntaram-se e conseguiram reunir 661 mil euros para a família de Quaden.

A família do menino surpreendeu toda a gente por ter rejeitado o dinheiro, dizendo que preferiam que o mesmo fosse dado à caridade para ajudar a combater o bullying e o suicídio.

Pouco tempo após o caso se tornar viral, começaram a circulam nas redes socais notícias falsas a denunciar que a criança vítima de bullying é um humorista anão de 18 anos. As alegações são falsas: Quaden Bayles tem mesmo 9 anos, como podes confirmar neste Fact Check.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Citroën Ami: 100% elétrico que custa 6 900 euros ou 20 euros mês

Polícia é visto a tirar selfies com o seu “cãopanheiro” e a mostrar-lhas