in

Finalmente. Shenzhen é a primeira cidade chinesa a proibir que se comam cães e gatos

Após as autoridades chineses terem proibido a venda e o consumo de animais selvagens como forma de melhorar a segurança alimentar, Shenzhen decidiu alargar a medida aos cães e gatos.

No final de fevereiro, já as autoridades chinesas tinham anunciado a proibição de vender e consumir animais selvagens. Shenzhen, no entanto, decidiu ir mais longe e alargar a restrição a cães e gatos, tornando-se na primeira cidade chinesa a adotar esta medida, avançou a Reuters esta quinta-feira. Segundo as autoridades do sul da China, a nova lei entrará em vigor a partir do dia 1 de maio.

“Cães e gatos como animais de estimação estabeleceram uma relação muito mais próxima com os seres humanos do que todos os outros animais, e proibir o consumo de cães e gatos e outros animais de estimação é uma prática comum em países desenvolvidos, como acontece em Hong Kong e Taiwan”, justificaram os responsáveis de Shenzhen.

“Shenzhen é a primeira cidade do mundo a levar a sério as lições aprendidas com esta pandemia e a fazer as alterações necessárias para evitar outra pandemia”, disse Teresa M. Telecky, vice-presidente da Humane Society International (HSI). “Os passos ousados ​​de Shenzhen para parar esse comércio e o consumo de animais selvagens são um modelo que os governos de todo o mundo deviam imitar.”


Fonte: Observador

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Estudo aponta que gatos podem ser infetados pelo novo coronavírus

Multidão de inconscientes às compras no Leroy Merlin no Algarve