in

Piloto russo diz aos passageiros que guerra na Ucrânia “é um crime” e é aplaudido

Um piloto russo, da companhia aérea Pobeda, usou o microfone do aparelho para enviar uma mensagem sobre a guerra na Ucrânia, que deixou todos os passageiros boquiabertos.

O homem é piloto da companhia aérea de baixo custo e uma subsidiária integral da Aeroflot, que suspendeu todos os seus voos para a União Europeia e Reino Unido na sequência das sanções impostas à Rússia.

O avião viajava para a Turquia e foi no momento da aterragem que o piloto decidiu dar voz pelo fim do conflito.

“Estimados clientes, fala o vosso capitão. Falo em meu nome a não em nome da companhia. Acredito que a guerra na Ucrânia é um crime. Não devemos continuar com esta guerra, temos que terminá-la imediatamente. Não apoiem este derrame de sangue.”


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.