in

Com salário de 320 mil euros, Adão e Silva tem 5 anos para organizar comemorações do 25 de Abril

PUB

Salário superior a 4,500 euros, motorista privado e uma equipa com, mais de dez pessoas. Pedro Adão e Silva tem três anos para organizar as comemorações dos 50 anos do 25 de Abril.

O ex-secretário nacional do PS Pedro Adão e Silva foi o escolhido de António Costa para preparar o programa oficial das comemorações dos 50 anos do 25 de Abril. O comissário executivo vai ter um salário de topo, um motorista privado e vai liderar uma equipa com, pelo menos, outras oito pessoas.

Salário superior a 4,500 euros, motorista, secretário pessoal, 3 técnicos especialistas, 3 adjuntos, 4 técnicos superiores em regime de mobilidade, equipa de apoio técnico e equipa de apoio administrativo. Tudo isto sem qualquer tipo de responsabilidade e durante 5 anos.

O salário de Pedro Adão e Silva andará à volta dos 320 mil euros até ao final de 2026. Embora a data da celebração seja em 2024, o tempo de vida da estrutura de missão das comemorações vai alargar-se até 2026.

Alguém encontra algum bom senso nisto!?😡

Pelo menos que esta notícia chegue a todos os portugueses para que todos saibamos para onde está a ser canalizada a brutalidade de impostos diretos e indiretos que pagamos.

PUB

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Jogo de futebol interrompido pela demolição de quatro torres

Enfermeira anti-vacinas tenta demonstrar em assembleia que vacinas tornam o corpo magnético