in

Finalmente. Rui Pinto sai da prisão e passa a colaborar com a PJ

Hacker aceitou colaborar com a Justiça, saindo da prisão preventiva, onde se encontra há precisamente um ano.

O hacker Rui Pinto vai entrar num programa de protecção de testemunhas. A SÁBADO apurou que essa será necessariamente a consequência da decisão que hoje o libertou da prisão preventiva e enviou para um apartamento da Polícia Judiciária, onde ficará sob a tutela desta polícia de investigação criminal.

Rui Pinto, que abanou o mundo do futebol quando criou o FootballLeaks e é fonte do chamado Luanda Leaks, estava em prisão preventiva desde Março de 2019.

Agora, sai da zona prisional integrada na sede da Polícia Judiciária e passará em breve para uma das casas de recuo da PJ, que aposta muito seriamente na protecção do jovem pirata informático, preparando a sua entrada no programa de protecção e testemunhas.

Obrigado a entregar passwords

Uma das condições colocadas pelo Ministério Público para concordar com a estratégia de obter a colaboração de Rui Pinto foi a revelação das passwords dos dez discos rígidos que permanecem por abrir integralmente.

Feira em Famalicão leva centenas à rua e muito trânsito

Advogada Suzana Garcia protagoniza momento bizarro no “Você na TV”